Milk Shake

Gregory Le Lay

“Ideas and feelings about identity are located in the specificities of places and landscapes in what they actually look like or perhaps more typically how they ought to appear. “from “Representations in guidebooks, postcards, tourist brochures and so on” (Tilley, 2006, pg. 14)

Como é que o homem organiza, constrói, adapta um território às suas necessidades humanas ou, pelo menos, às necessidades económicas?
A indústria leiteira que tem um forte impacto na paisagem açoriana é a base estruturante do projeto. MILK SHAKE é um olhar crítico sobre essa atividade onde não existem “vacas felizes”, sobre a instrumentalização corporal, a inflação e a realidade económica.

“Azorean industries, particularly those involved in processing milk, have been negatively affected after the Arquipélago became part of the European Union. Milk quotas have limited production and milk products from Spain and France have become string competitors in the local market”
(Costa, 2008, pg. 299)

“A linha de montagem não faz a diferença ontológica entre merda e creme.”
(Anônimo, 2020)

Um projeto de Grégory Le Lay
Realização: Grégory Le Lay, Joël Fernandes
Operador de câmara: Diogo Sousa
Música: João Medeiros
Montagem: Marco Goulart

Detalhes

Data exibição:31 Outubro
Autor:Gregory Le Lay 
Curador:FUSO INSULAR 2020
Ano:2020
Duração:3’28’’

Obras na mesma Sessão: